Economia

2018 registou o maior número de pré-avisos de greve dos últimos três anos

Dezembro foi o mês em que se registou a maior entrada de pré-avisos de greve

2018 foi o ano em que o número de pré-avisos foi mais alto desde 2015. Segundo os dados da Direção-Geral do Emprego e das Relações do Trabalho (DGERT) no último ano foram comunicados 733 pré-avisos de greve.

Estes 733 pré-avisos de greve representam mais 120 do que em 2017 e mais 245 que em 2016. Só em 2015 encontramos um número mais elevado de pré-avisos de greve, 811.

No entanto, este número fica muito distanciado do verificado em 2012 e 2013. Durante o governo de Pedro Passos Coelho, foram comunicados 2.895 pré-avisos de greve em 2012 e 1.535 em 2013.

Segundo a DGERT, a maior parte das greves comunicadas ocorreram fora âmbito do setor empresarial do Estado (468).

A partir de outubro, mês em que o Governo entregou o Orçamento do Etado para 2019 na Assembleia da República, os protestos aumentaram. Mas foi dezembro o mês em que se registou a maior entrada de pré-avisos de greve (127).