Economia

BPI lucrou 490,6 milhões em 2018

Na base deste crescimento está, segundo o banco liderado por Pablo Forero, "os ganhos extraordinários com a venda de participações". 

O lucro consolidado do BPI em 2018 disparou para os 490,6 milhões de euros, bem acima do resultado de 10,2 milhões de euros registados em 2017. Na base deste crescimento está, segundo o banco liderado por Pablo Forero, "os ganhos extraordinários com a venda de participações". 

De acordo com o BPI, o lucro consolidado inclui ainda o impacto negativo da reclassificação contabilística da participação financeira do BPI no Banco de Fomento Angola (BFA). Os depósitos de clientes aumentam 1792 milhões de euros para 21160 milhões (+9,3% face a dezembro de 2017), "com maior dinamismo da atividade comercial".

A carteira de crédito às empresas em Portugal aumenta 1136 milhões de euros (+16,1% face a dezembro de 2017); forte crescimento gera ganhos de quota de mercado (9,5% em outubro de 2018 face a 8,4% no final de 2017).

A carteira de crédito ao consumo cresce 4,8%; reflete o sucesso comercial das novas soluções de crédito pessoal e financiamento automóvel lançadas em 2018. A margem financeira subiu 8,8% no ano para 422,6 milhões de euros, apoiada pelo crescimento da carteira de crédito.

O produto bancário recorrente em Portugal aumentou 9% para 721,6 milhões de euros.