Politica

TSF. Circulatura do Quadrado regressa a casa

A Circulatura do Quadrado tem estreia marcada para esta quinta-feira, com um regresso um regresso a casa. O programa vai para o ar dia 7, às 21h15, na antena TVI24 e na TSF.

A Circulatura do Quadrado - novo nome do programa Quadratura do Círculo - tem estreia marcada para esta quinta-feira e arranca com um convidado e um horário especial. Marcelo Rebelo de Sousa estará dia 7, às 21h15. Além disso, o programa vai regressar a casa: além de ser transmitido na TVI24, irá passar também na antena da TSF, onde começou a dar os primeiros passos.

Pacheco Pereira, Lobo Xavier, Jorge Coelho e Carlos Andrade regressam assim à rádio que viu nascer este espaço de comentário político, com o antigo Flashback. Esta será uma edição especial e, por isso, começará excecionalmente às 21h15. De resto, o programa acontecerá sempre às quintas-feiras, depois das 23h00.

No início deste mês, a SIC Notícias justificou o fim do programa com com “várias alterações na grelha” e a necessidade de “apostar em novos formatos”.

O interesse de outras estações televisivas surgiu logo que foi conhecida a decisão da SIC de acabar com o programa. A RTP e o Porto Canal também terão entrado na corrida, mas foi a TVI 24 a ficar com o programa moderado pelo jornalista Carlos Andrade. A TSF juntou-se à corrida e o programa passará assim a ser transmitido em dois meios diferentes.

Os participantes quiseram manter o mesmo modelo. O programa teve origem na TSF, no final dos anos 80, quando se chamava “Flashback” e era transmitido ao domingo. Na altura, era moderado por Emídio Rangel e contava com a participação de José Magalhães, Pacheco Pereira e Vasco Pulido Valente. Pelo programa passaram nomes como Miguel Sousa Tavares, Nogueira de Brito e António Costa. O atual primeiro-ministro participou no programa de debate durante seis anos e despediu-se para assumir o cargo de secretário-geral do PS. No último programa, António Costa considerou que a participação naquele programa foi “uma experiência extraordinária”.