Internacional

Guaidó disposto a autorizar intervenção militar dos EUA na Venezuela "se necessário"

"Nós faremos o que for necessário"

Juan Guaidó disse esta sexta-feira que “ se for necessário” pode autorizar uma intervenção militar dos EUA na Venezuela para forçar Nicolás Maduro a deixar o poder.

"Nós faremos o que for necessário. Essa é, evidentemente, uma questão polémica, mas fazendo uso da nossa soberania, do exercício das nossas prerrogativas, faremos o que for necessário", disse Guaidó, citado pela France Presse, depois de questionado se usaria os seus poderes legais como Presidente interino para autorizar uma possível intervenção militar.

Recorde-se que a Venezuela vive uma crise presidencial: Juan Guaidó autoproclamou-se presidente interino do país, no seguimento dos vários protestos contra Nicolás Maduro, que tomou posse como presidente em janeiro. Vários países reconheceram Guaidó, mas Maduro não dá sinais de dar o braço a torcer.