Sociedade

Homem fornecia TV cabo pirateada a 400 clientes

Acusado de burla informática e fraude fiscal

Um homem, de 40 anos, foi detido, esta sexta-feira, por suspeita de fornecer de forma ilegal sinal de TV cabo a cerca de 400 utilizadores, através do sistema de 'cardsharing'.

Em causa estão crimes de burla informática agravada, acesso ilegítimo, detenção e venda de equipamentos protegidos, usurpação de direitos de autor e fraude fiscal.

O suspeito atuava a partir de Albergaria-a-Velha, através de “uma estrutura própria, ilícita, de disponibilização do serviço protegido de TV, angariando os clientes, vendendo equipamentos especialmente adulterados para a receção do sinal codificado, disponibilizando os acessos e recebendo os pagamentos acordados”, segundo um comunicado da Polícia Judiciária.

De acordo com a investigação, a estrutura compreendia servidores instalados fora do território nacional, na Alemanha e Itália e permitia que quatro centenas de clientes acedessem ilegitimamente ao sinal pago, sem que efetuassem o devido pagamento às respetivas operadoras, em prejuízo destes e das Finanças, pela não liquidação das correspondentes receitas tributárias.