Sociedade

Calor vai continuar... pelo menos até ao fim de semana

"São [valores] tão elevados que até contribuem para uma onda de calor"

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), as temperaturas máximas vão continuar elevadas pelo menos até ao fim de semana, podendo até contribuir para a existência de ondas de calor.

"Este ano temos tido sempre tempo muito seco, com anticiclones a bloquear a passagem das ondulações frontais que seriam habituais para o inverno e mesmo a primavera. Neste momento, temos o anticiclone a sudoeste das ilhas britânicas que estende a sua influência em direção aos Açores", explicou a meteorologista Maria João Frada, citada pela agência Lusa, acrescentando que o anticiclone está posicionado sobre o Atlântico, sobre o interior do continente europeu que estende a sua influência a Portugal continental.

"Esta influência dá sempre origem a um vento de leste com trajeto continental. Independentemente da posição, tem estado a fazer bloqueio à passagem dos sistemas frontais. Tem estado a fazer este bloqueio e infelizmente é o que vai acontecer nos próximos dias, não se prevendo precipitação com alguma abundância", afirmou.

"Assim, para os próximos dias vamos continuar com tempo seco, com vento do quadrante leste, de terra com trajeto continental e relativamente quente para esta altura do ano. O vento vai soprar com mais intensidade na costa sul do Algarve, sendo moderado a forte com rajadas da ordem dos 65 quilómetros por hora, o que está a gerar agitação marítima forte", disse.

De acordo com a meteorologista do IPMA, os valores da temperatura estão acima do normal para esta altura do ano e deverá manter-se assim.

"Relativamente a temperaturas, estamos com valores acima dos valores médios para esta altura do ano desde o dia 22 e vão manter-se pelo menos até ao fim de semana. Não há grandes alterações tirando uma descida pequena da mínima pontualmente na região sul no dia de amanhã da ordem dos 02/03 graus Celsius", acrescentou.

As temperaturas máximas vão variar entre os 20 e os 25/ 26 graus na generalidade do território.

"São [valores] tão elevados que até contribuem para uma onda de calor. É provável que em algumas estações vá haver onda de calor. Temos uma onda de calor sempre que temos seis dias consecutivos em que as máximas são superiores em 05 graus aos valores médios para uma determinada estação. Na maior parte das estações temos já a contribuição para essa situação", referiu.