Desporto

Seleção Nacional de Futsal de Síndrome de Down em risco no Mundial por falta de verbas

São precisos 35 mil euros para que Seleção possa participar na competição

A Seleção Nacional de Futsal de Síndrome de Down, vice-campeã mundial e campeã europeia em título, corre risco de não participar no próximo Campeonato do Mundo que se vai realizar no Brasil, em maio. Em causa está a falta de verbas.

De acordo com o Diário de Notícias, são precisos 35 mil euros para que a Seleção possa participar na competição. Na última quinta-feira, a Associação Nacional de Desporto para a Deficiência Intelectual (ANDDI), entidade que tutela a seleção, promoveu uma campanha para angariação de fundos, mas o "valor ainda está muito longe" do necessário.

"A discussão dos contratos-programa com as federações ainda está atrasado, deverá ser só em maio, e em maio já teremos de partir para o Mundial. Daí nós lançarmos esta campanha, porque a Seleção Nacional de Futsal de Síndrome de Down foi campeã da Europa e teve um impacto mediático muito grande. Ainda na semana passada a própria FIFA fez uma reportagem sobre um dos nossos miúdos, que foi o melhor marcador do Europeu", explicou o presidente da ANDDI, José Pereira, citado pelo mesmo jornal.

"No fundo, estamos na sociedade civil a procurar apoios privados enquanto esperamos pelos apoios oficiais, que nunca serão suficientes", acrescentou.

Segundo o responsável "ainda só houve pequenos donativos”, estando o valor ainda longe da verba necessária.

Recorde-se que foi em novembro que a Seleção Portuguesa de futsal venceu o campeonato europeu FIFDS - Federação Internacional de Futebol para Síndrome de Down, ao derrotar a Itália, campeã do mundo, por 4-0.