Sociedade

Finanças do Porto terão preparado operação Stop em segredo

Na quarta-feira, Mário Centeno revelou que a decisão de fazer a ação de fiscalização “foi tomada legalmente”, mas reconheceu que foi uma decisão que “não foi feliz”.

A operação Stop das Finanças terá sido preparada em segredo pelas Finanças do Porto. Segundo avança o Jornal de Notícias, a ordem de execução da operação terá sido dada por José Oliveira e Castro, diretor das Finanças do Porto.

O mesmo jornal adianta ainda que apenas um “núcleo duro” das Finanças do Porto conhecia o propósito das ações de fiscalização. Esse núcleo seria composto por Oliveira e Castro,  responsáveis da Justiça Tributária e do Núcleo de Controlo de Bens em Circulação.

Na terça-feira, a Autoridade Tributária realizou numa operação conjunta com a GNR que visava a cobrança de dívidas às Finanças. O controlo dos condutores devedores estava a ser feito através de um sistema informático que cruzava as matrículas das viaturas com lista de pessoas que tinham dívidas ao fisco.

Pouco tempo depois, o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, cancelou a ação de fiscalização.

Na quarta-feira, Mário Centeno, ministro das Finanças, revelou que a decisão de fazer a ação de fiscalização “foi tomada legalmente”, mas reconheceu que foi uma decisão que “não foi feliz”.