Economia

Imobiliário. Saiba como investir em destinos turísticos sem sair do país

Proposta é feita pela plataforma de crowdfunding imobiliário Housers

Sabia que é possível investir em projetos imobiliários que se localizam em destinos turísticos sem ter de sair de Portugal? A plataforma de crowdfunding imobiliário Housers propõe uma nova forma de rentabilizar os rendimentos extra do subsídio de férias, a partir de um investimento mínimo de 50 euros.

Uma das hipóteses de investimento localiza-se em Ibiza. “Os investidores poderão financiar a compra e renovação de uma vivenda com piscina, num terreno de 1965 m2, e receber todos os meses o montante correspondente à taxa de juro acordada com o promotor, seguido da respetiva devolução do capital do empréstimo. A rentabilidade anual esperada é de 8,5% em 12 meses”, explica a Housers através de comunicado.

Mas existem outras oportunidades de investimento, nomeadamente na localidade de Badesi, na ilha da Sardenha. “Este novo projeto consiste na concessão de um empréstimo participativo a um promotor para financiar a construção de sete villas, cada uma delas com uma área de superfície de aproximadamente 100m2. Os investidores que participarem nesta oportunidade receberão igualmente todos os meses o valor da taxa de juro acordada, sendo que a rentabilidade anual esperada é de 9% em 12 meses”, descreve a plataforma.

João Távora, responsável pelos mercados internacionais da empresa espanhola, incluindo Portugal, diz que “ter uma almofada financeira nesta altura do ano pode ser o momento indicado para entrar no mundo dos investimentos e rentabilizá-la. Para os menos adeptos de assumir riscos muito elevados, o crowdfunding imobiliário surge como uma alternativa que oferece taxas de rentabilidades mais elevadas do que aquelas oferecidas por outras modalidades convencionais e dá acesso a zonas de crescente valorização, inacessíveis de outra forma.”