Politica

Aliança. Santana quer centro-direita a conversar para travar extrema-esquerda

Presidente da Aliança diz que é "essencial" sentar à mesma mesa os líderes dos partidos de centro-direita tendo em conta a situação política e "os vários estudos de opinião". 

O presidente da Aliança, Pedro Santana Lopes, lançou esta quarta-feira um desafio ao PSD e ao CDS para conversarem sobre a situação política e o resultado das várias sondagens que dão a derrota ao centro-direita nas próximas legislativas. O objetivo é "combater e derrotar a ditadura moral da extrema - esquerda, evitar o esbulho fiscal e pôr a funcionar os Serviços públicos", escreveu Santana Lopes na sua página pessoal do Facebook. 

Em março, Santana Lopes chegou a defender ao SOL a possibilidade de uma coligação pré-eleitoral com o PSD e o CDS. Ninguém aceitou o desafio e o próprio presidente da Aliança desistiu na ideia quando surgiu a crise dos professores antes das eleições europeias. Agora, Santana Lopes defende que a situação política obriga a que os três partidos se juntem a conversar "tão breve quanto possível na sede de um dos dois partidos com representação parlamentar ou em local alternativo por eles proposto". A agenda, garante, deve ser "plenamente aberta e livre".