Internacional

Hospital em Luanda recebe diariamente entre sete a dez crianças vítimas de abuso sexual

Ruth Mixinge mostrou-se alarmada pelos números e afirma que a família tem um papel importante na prevenção dos casos. 

O Hospital Esperança, criado para o atendimento a pacientes com VIH/SIDA, recebe diariamente entre sete a dez crianças vítimas de abuso sexual, segundo o coordenador-geral da instituição, António Feijó.

Durante uma visita ao hospital dos secretários de Estado da Saúde, Manuel Vieira Dias, e da Ação Social, Família e Promoção da Mulher, Ruth Mixinge, o coordenador declarou que as crianças visitam a instituição para realizar exames periódicos e de profilaxia do VIH/SIDA e outras doenças sexualmente transmissíveis. 

Ruth Mixinge mostrou-se alarmada pelos números e afirma que a família tem um papel importante na prevenção dos casos ."Assusta-nos o número elevado de crianças que sofrem violência sexual e que acorrem a esta instituição para serem atendidas e medicamentadas, uma situação que deve mudar com ações na família", referiu a governante angolana, citada pela agência noticiosa angolana, Angop.

A secretária diz ainda que deve ser criada uma rede entre os ministérios da Saúde e do Interior e as administrações municipais para sensibilizar as famílias sobre a situação.