Sociedade

Proposta apresentada por Governo pode impedir greve dos motoristas de matérias perigosas

Caso os sindicatos aceitem a medida do governo, a greve poderá ser desconvocada e as negociações serão retomadas "num novo enquadramento legal". 

O Governo realizou um comunicado esta noite, sobre a reunião ocorrida esta tarde entre o Executivo, o Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias e o Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas.

O Ministério das Infraestruturas afirma ter proposto aos sindicatos o desencadeamento de "um mecanismo legal de mediação", que leva os patrões e sindicatos a negociar e que permite que a greve seja desconvocada.

"Caso não haja acordo, o próprio Governo, através da Direção Geral do Emprego e das Relações de Trabalho, apresentará uma proposta de convenção coletiva de trabalho, nos termos da lei", pode-se ler no comunicado enviado pelo Ministério das Infraestruturas e da Habitação. Caso os sindicatos aceitem a medida governamentativa, a greve poderá ser desconvocada e as negociações serão retomadas "num novo enquadramento legal". 

Os sindicatos declararam que até sexta-feira a ANTRAM têm que entregar uma proposta para ser votada pelos trabalhadores.