Politica

Marcelo reafirma liberdade religiosa em templo mórmon

A construção deste templo permite que os membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, comummente conhecidos por mórmon, já não precisem de se deslocar a Espanha para casar ou celebrar ‘selamentos’ - uma cerimónia familiar.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa visitou ontem a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em Lisboa, um templo mórmon. Marcelo Rebelo de Sousa reafirma assim a liberdade religiosa em Portugal ao visitar esta igreja inaugurada este mês pela comunidade mórmon.

Segundo o Presidente da República, são cerca de 50 mil os fiéis que integram esta comunidade, criada há mais de 30 anos em Portugal. De acordo com o Chefe de Estado, trata-se de “uma igreja cristã muito importante em Portugal.”
“Uma liberdade aberta, ecuménica, que quis exprimir no dia da minha posse, através de uma cerimónia em que participaram inúmeras confissões religiosas que estão presentes no nosso país”, afirmou o mesmo.

Aos jornalistas, o Presidente da República agradeceu a presença desta igreja em Portugal, bem como “as pontes com tantos países de língua portuguesa” e “a sua obra social, que existe em todo o mundo.”

A construção deste templo permite que os membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, comummente conhecidos por mórmon, já não precisem de se deslocar a Espanha para casar ou celebrar ‘selamentos’ - uma cerimónia familiar.