Economia

INE. Taxa de desemprego desce em julho para 6,5%

INE prevê que o desemprego desça em julho. Governo estima que taxa se fixe em 6,6% em 2019.

A taxa de desemprego em Portugal fixou-se nos 6,6% em junho, um valor igual ao do mês anterior. Os dados foram divulgados ontem pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) e revelam que a percentagem é inferior em 0,1 pontos percentuais ao de três meses antes e em 0,3 pontos percentuais quando comparado a igual período do ano anterior. O INE revê assim em baixa a taxa de desemprego em 0,1 p.p. da estimativa provisória divulgada no mês passado.

A estimativa provisória da taxa de desemprego para julho é de 6,5%, representando também uma revisão em baixa, uma vez que e inferior em 0,1 p.p. em relação à perspetiva do mês anterior. 

O gabinete de estatística informa que, em junho, a população empregada foi estimada em mais de 4,8 milhões, acrescentando que “comparando com o mês precedente, a população desempregada diminuiu 2,8 mil pessoas (0,8%) e a população empregada diminuiu 6,7 mil pessoas (0,1%)”. 

Para o mês de julho, o INE estima que a população empregada correspondeu a mais de 4,8 milhões de pessoas, aumentado 0,2% (9,3 mil) quando comparada ao mês anterior e 0,7%  (33,3 mil) em comparação com período homólogo de 2018.

Já a taxa de emprego situou-se, em junho, nos 62,3%, o que representa um aumento de 0,1 pontos percentuais em relação ao mês anterior. 

Nos jovens, a taxa de desemprego foi estimada em 19,3%, um aumento significativo de 0,7 pontos percentuais em relação ao mês anterior. Nos adultos, a taxa foi de 5,5%, valor que representa uma diminuição de 0,1 pontos percentuais.
Em junho, a população ativa era estimada em mais de 5,1 milhões de pessoas (5 170,0 mil) e diminuiu 0,2% (9,6 mil) quando comparada a maio de 2019. Em relação aos três meses anteriores a junho, a população ativa manteve-se praticamente inalterada.

Para o mês de julho, o INE estima que a população ativa tenha sido de quase 5,2 milhões ( 5 177,4 mil), um aumento de 7,4 mil pessoas em relação ao mês anterior. 

Já a taxa de atividade situou-se nos 66,7%, um aumento de 0,2 pontos percentuais.

“Em síntese, em junho de 2019, a diminuição mensal da população ativa (9,6 mil) resultou da diminuição da população desempregada (2,8 mil) e da população empregada (6,7 mil)”, explica o gabinete de estatística.