Politica

Mulheres ‘inauguram’ templo maçónico

Tal como outros templos, também o do palácio maçónico do Bairro Alto foi alvo de de grandes obras de restauro e pintura – mesmo a tempo de  congresso da maçonaria feminina, que começa hoje.

O congresso da Grande Loja Feminina de Portugal arranca hoje. Esta será a primeira reunião a decorrer no Palácio Maçónico do Grande Oriente Lusitano (GOL) desde a realização de obras no edifício. Segundo apurou o SOL , as obras foram aceleradas para que as maçons pudessem realizar esta reunião, cujo programa não é conhecido. 

Fonte da Maçonaria disse ao SOL que as obras arrancaram no final de julho, para aproveitar as férias maçónicas. Estas serviram para melhorar não só a estrutura do palácio, que se localiza no Bairro Alto, mas também para realizar intervenções estéticas nos vários templos existentes no edifício. As obras acabaram mesmo por atrasar o início dos trabalhos maçónicos, que deveriam ter arrancado no início do setembro. O congresso das mulheres maçons será o primeiro evento a decorrer nas instalações renovadas.

Maçonarias portuguesas na Europa

Entretanto, nesta semana, decorreu a eleição dos novos membros do bureau (ou conselho de administração) da Aliança Maçónica Europeia (AME) e as lojas portuguesas foram escolhidas para lugares de destaque. 

O GOL foi eleito responsável pela organização do colóquio europeu anual promovido pela AME. O colóquio realizar-se-á em Bruxelas ou Estrasburgo, durante o próximo ano, e contará com presença de elementos do Parlamento Europeu e da Comissão Europeia. «Realizar um colóquio junto destes órgãos europeus tem alguma influência no sentido de poder trocar mais ideias, debater os temas europeus e discutir outras questões relevantes», disse ao i Fernando Lima, grão-mestre do GOL.

Também Pedro Rangel, anterior grão mestre da Grande Loja Simbólica de Portugal, foi reeleito para a direção da AME, para o Registo de Transparência da União Europeia. 

«Trata-se de uma importante função de ligação entre membros especialistas das obediências maçónicas europeias e a Comissão Europeia e Parlamento Europeu, em áreas como educação e formação, ambiente, solidariedade social», explica esta loja maçónica em comunicado.