Economia

Casas. Preços sobem 2,5% no terceiro trimestre, o menor aumento do ano

Em Lisboa, os preços rondam os 4571 euros por metro quadrado.

Os preços das casas em Portugal registou uma subida de 2,5% durante o terceiro trimestre deste ano, avança o Idealista com base no seu índice de preços. Apesar do crescimento, este é o menor aumento do ano. Assim, o preço médio das casas situa-se nos 1981 euros por metro quadrado o que, segundo o Idealista, significa um aumento de 15% em termos homólogos. 

Os valores apresentados nos últimos três meses revelam que a subida de preços está a suavizar, uma vez que nos primeiros dois trimestres do ano foram registados aumentos de 3,3% e 4,5%, respetivamente.

O portal de anúncios imobiliários avança que em todas as regiões do país foi registado um aumento de preços trimestrais das casas, sendo o Alentejo a única excepção, já que apresentou uma queda de 1%. A região onde o aumento foi mais significativo foi a Região Autónoma dos Açores, onde os preços cresceram 4,1%, seguindo o Norte (2,7%), Área Metropolitana de Lisboa (2,7%), Região Autónoma da Madeira (1,8%), Algarve (1,4%) e Centro (1%).

Apesar de ter ficado em terceiro lugar no ranking das regiões que mais viram o preço das casas crescer, a Área Metropolitana de Lisboa continua a ser a mais cara com 2883 euros por metro quadrado. Em segundo lugar, apesar de ser uma das zonas em que os preços cresceram menos, está o Algarve a registar um custo de 2183 euros por metro quadrado. Segue-se o Norte (1.613 euros/m2) e Região Autónoma da Madeira (1.567 euros/m2). Do lado oposto, estão a Região Autónoma dos Açores (869 euros/m2), o Centro (1.031 euros/m2) e Alentejo (1.031 euros/m2), como as regiões mais baratas.

Os preços aumentaram em todas as 18 capitais de distrito com Ponta Delgada (9,1%) a liderar a tabela. Seguem-se Aveiro (4,9%), Setúbal (4,5%) e Bragança (4,4%). Já em Lisboa e no Porto a subida foi de 1,2% para ambas as cidades. Guarda, onde os preços desceram 10,1% é a capital de distrito onde os preços mais baixaram, seguindo-se de Vila Real (-8,2%) e Viseu onde a descida foi de 0,5%. 

Ainda assim, Lisboa continua a ser a cidade mais cara para comprar casa em Portugal e os preços ronda os 4571 euros por metro quadrado.