Internacional

Pediatra é acusado de reutilizar seringas em cidade no Paquistão

Cerca de 1110 pessoas terão sido afetadas pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH).

Um pediatra foi identificado pelas autoridades e acusado de reutilizar seringas em vários pacientes, depois de 900 crianças, na cidade paquistanesa de Rato Dero, terem sido afetadas pelo vírus VIH.

Em entrevista ao New York Times, Muzaffar Ghanghro, admitiu ser inocente e nunca ter reutilizado quaisquer seringas. Desde abril que foram detetados 1110 cidadãos com o vírus do VIH na cidade paquistanesa – 900 dos quais com menos de 12 anos. As entidades de saúde acreditam que os números são maiores, uma vez que apenas uma pequena parte da população foi submetida a testes.

O homem, que foi acusado de negligência, ainda não foi condenado.