Sociedade

Corpo de trabalhador que caiu em pedreira está preso e soterrado a 24 metros de profundidade

Corpo foi localizado este domingo.

Os trabalhos de resgate para retirar o corpo do trabalhador que ,este sábado, caiu numa pedreira, juntamente com uma maquina pesada, em Vila Viçosa, continuam. Neste momento as dificuldades prendem-se com o facto de o cadáver se encontrar preso e soterrado, a cerca de 34 metros de profundidade.

Segundo a 2.ª comandante distrital de operações de socorro de Évora, Maria João Rosado, citada pela agência Lusa, ainda não foi encontrada uma solução para retirar vítima, depois de esta ter sido localizada por volta das 12h00.

O corpo foi encontrado "a cerca de 24 metros de profundidade", acrescentou a responsável, explicando que este se encontra “soterrado numa câmara que foi construída pelo depositar das rochas”.

"Na parte superior está a máquina envolvida neste sinistro. Neste momento o corpo encontra-se preso e não é possível retirá-lo", acrescentou, referindo que estão a ser estudadas várias hipóteses para o resgate, tal como "recorrer a uma grua para fazer o desvio da máquina".

Recorde-se que a vítima, um homem, de 50 anos, residia em Borba e encontrava-se com uma máquina a fazer uma manobra de descarga de pedra quando caiu para o interior da pedreira.