Politica

Ex-governante contratado pela Galp depois de tomar decisões sobre atividade da empresa

Caso continua a ser discutido nos tribunais

A Galp contratou, em 2012, Carlos Costa Pina para o cargo de administrador-executivo. Quatro anos antes, no governo de José Sócrates, Costa Pina foi responsável pela aprovação das reavaliações das redes de gás, um caso que opõe a petrolífera e a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) e que continua a arrastar-se nos tribunais.

O então secretário de Estado do Tesouro foi responsável, em 2008, pela aprovação destas reavaliações. Costa Pina exerceu o cargo até 2011 e um ano depois da queda do governo de Sócrates foi contratado pela Galp, explica o jornal Público.

O caso das reavaliações das redes de gás está nas barras dos tribunais desde 2010 e ainda não tem data de julgamento. A Galp e a Portgás contestam as tarifas aplicadas pela ERSE desde 2008, defendendo que não estão a ser reconhecidos ganhos previstos nos seus contratos de concessão.

Questionada pelo Público, a Galp rejeita qualquer "incompatibilidade ou conflito de interesses”.