Politica

Governo define prioridades para integração de imigrantes

A barreira linguística é uma das dificuldades a ultrapassar.

A ministra de Estado e da Presidência estabeleceu, esta quarta-feira, as prioridades do Governo para a integração de imigrantes no país, que passam pela simplificação dos vistos e pelo ensino da língua portuguesa. É “imprescindível” que o trabalho de regularização seja feito, defendeu Mariana Vieira da Silva, tendo em que conta que há “cada vez mais imigrantes a chegar”.

Durante uma conferência que assinalou os 30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança e os 40 anos da UNICEF, a governante defendeu que a simplificação dos processos de regularização fará com que as pessoas deixem de passar por um “período transitório” entre chegarem ao país e estarem regularizados, para “poderem entrar nos canais normais”.

Mariana Vieira da Silva considerou fundamental “regular os fluxos migratórios” e que estas duas condições são também necessárias para o desenvolvimento económico do país.

Recorde-se que a provedora da Justiça já tinha alertado para as dificuldades que os imigrantes tinham em ultrapassar a barreira linguística e para a demora no atendimento na Segurança Social e no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras. Maria Lúcia Amaral alertou ainda para as condições em que os cidadãos que entram irregularmente no país ficam quando são retidos nos aeroportos.