Economia

Crescimento da economia desacelera no terceiro trimestre de 2019

Dados do INE confirmam que consumo privado acelerou para 2,3%. Investimento cresce mas abranda.

A economia portuguesa voltou a crescer no terceiro trimestre deste ano, embora a um ritmo menos acentuado, comparativamente com o trimestre anterior, segundo os dados divulgados, esta sexta-feira, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). No período entre julho e setembro, o Produto Interno Bruto (PIB) registou uma taxa de variação homóloga de 1,9%, o que reflete um aumento real de 0,3% em relação ao segundo trimestre de 2019 (onde a variação foi de 0,6% face aos primeiros três meses do ano).

De acordo com o INE, os números explicam-se com o crescimento da procura interna, que manteve uma variação homóloga do PIB de 3,2%. No terceiro trimestre, o consumo privado apresentou um crescimento homólogo de 2,3% em volume, traduzindo-se numa aceleração face ao observado no trimestre anterior (2,0%). Por outro lado, o crescimento do investimento foi menos intenso neste período, com um aumento homólogo de 8,8%, em volume, desacelerando em relação ao observado no trimestre anterior (10,5%).

As importações e exportações de bens e serviços aceleraram 5,8% e 2,6%, respectivamente, resultando numa contração em cadeia das exportações de 0,8%.