Vida

Pai de Amber Heard ameaçou matar Johnny Depp

"Quando eu o encontrar vou rebentá-lo. Sou do Texas e os homens do Texas andam sempre com uma arma, vai ser o fim do Johnny", terá dito o pai da atriz.

O fim da relação conturbada dos atores Amber Heard e Johnny Depp continua dar que falar mesmo depois de o divórcio ter sido finalizado em 2017.

A atriz alegou ter sido vítima de violência doméstica, o ator negou e devolveu também acusações de agressão física.

Mas a última polémica está relacionada com as alegadas ameaças que o pai de Amber Heard fez sobre matar Johnny Depp, quando o processo de divórcio estava em curso.

O site The Blast cita o mecânico responsável pela manutenção das viaturas de Heard e Depp, que chegou a ser chamado como testemunha no processo, foi ele quem terá ouvido primeiro os insultos da atriz e depois as palavras ameaçadoras do pai.

“Recebi muitas mensagens e telefonemas do pai da Amber, o Sr. David Heard. Depois da separação, ele ficou muito hostil em relação ao Sr. Depp”, afirmou o mecânico

David Killackey contou que durante um telefonema de David Heard este disse: "Quando eu o encontrar vou rebentá-lo. Sou do Texas e os homens do Texas andam sempre com uma arma, vai ser o fim do Johnny".

As conversas de Amber Heard e do seu pai com o mecânico terão sido motivadas pela fatura do arranjo de um carro da atriz, que esta considerava ter de ser Johnny Depp a pagar.

O ator ter-se-á negado a pagar os estragos do veículo, remetendo a responsabilidade da conta para a mulher, de quem estava já em pleno divórcio.

Recorde-se que Johnny Depp e Amber Heard foram casados entre 2015 e 2017.