Sociedade

Greta Thunberg: “Vou ficar em Lisboa alguns dias"

Jovem ativista destacou o papel de todos os cidadãos nesta "luta".

Greta Thunberg já está em Lisboa. A jovem ativista foi recebida, esta terça-feira, por dezenas de pessoas na Doca de Santo Amaro e diz sentir-se “muito grata” por estar na capital portuguesa. A sueca anunciou ainda que, ao contrário do esperado, vai passar alguns dias em Lisboa.

“Sabe muito bem sermos recebidos desta forma (...) Estou muito grata por ter feito está viagem e por ter passado por esta experiência e sinto-me muito honrada por estar aqui em Lisboa, em Portugal, depois de ter estado isolada durante 3 semanas, num espaço tão limitado e com tão poucas coisas por fazer, sinto-me bastante descontraída e ser recebida desta forma é muito bom”, começou por dizer a ativista sueca.

"Mas eu tal como qualquer ativista climático não vou parar, vou continuar a viajar e a pôr pressão nos responsáveis para garantir que põem esta luta em primeiro lugar", disse, realçando que todos devem fazer o que “conseguirem” para garantirem “que estão do lado certo da história”.

"Temos de lutar não só por nós, mas pelos nossos filhos e netos”, frisou, destacando ainda que acha que “as pessoas estão a subestimar a força dos miúdos zangados”.

Greta acabou a revelar que, ao contrário do esperado, não vai viajar ainda hoje para Madrid e vai passar alguns dias na capital portuguesa.

“Vou ficar em Lisboa alguns dias, tenho estado isolada, tenho de descansar, de me organizar para saber o que se passa e ter tudo o que preciso e depois irei para Madrid”, explicou.

Antes, a jovem ativista foi recebida por Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa, que realçou o “privilégio” de receber Greta e elogiou o papel que a jovem tem desempenhado numa “batalha decisiva”.

"Quero dizer em nome de toda a cidade que é um enorme privilégio tê-la aqui e ter entre nós quem tem sido uma das mais relevantes vozes, que luta na mais decisiva batalha que enfrentamos hoje juntos: o combate às alterações climáticas Bem-vinda!", começou por dizer o autarca.

"Não estamos a vencer esta batalha [alterações climáticas], mas precisamos de ti", destacou.