Sociedade

Morreram 435 pessoas nas estradas nos primeiros 11 meses do ano

Entre janeiro e novembro deste ano registaram-se mais de 122 mil acidentes.

Entre 01 de janeiro e 30 de novembro morreram 435 pessoas nas estradas portuguesas, menos 21 relativamente ao período homólogo. No entanto, o número de acidentes e de feridos graves aumentou.

De acordo com dados provisórios da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), o ano passado, no mesmo período do tempo, tinham morrido na estrada 456 pessoas. Ainda assim, entre 1 de janeiro e 30 de novembro deste ano já se registaram 122.322 acidentes, mais 1.572 do que no período homólogo, em que foram registados 120.750 acidentes.

Nestes 11 meses ficaram feridas com gravidade 2.148 pessoas, o que representa um aumento de 107 pessoas relativamente ao período homólogo.

Segundo a ANSR, foram ainda registados 38.332 feridos ligeiros, mais 647 do que em igual período do ano passado (37.685).

A ANSR destaca ainda que, só entre os dias 22 e 30 de novembro, morreram seis pessoas e 48 ficaram feridas com gravidade em acidentes rodoviários.

O Porto foi o distrito onde se registou um maior número de mortes, com 53, seguidos de Lisboa, com 43.

Lisboa foi ainda o distrito com maior registo de feridos graves, 289, seguido do Porto, com 209, e Faro, com 206.