Desporto

Marco Silva despedido do Everton

Treinador português deixa os toffees na zona de despromoção. Derrota no dérbi de Liverpool foi a gota de água. 

Chegou ao fim a aventura de Marco Silva em Goodison Park.

O Everton despediu o treinador português na sequência da derrota dos toffes em Anfield, por 5-2, diante do Liverpool. O desaire ante os reds foi a gota de água e já não deixou margem de manobra para segurar o técnico de 42 anos no emblema inglês. Este era, de resto, um cenário colocado em cima da mesa há já várias semanas: a equipa tem feito uma época desastrosa, de tal forma que ocupa os lugares de descida (18.ª posição), num momento em que estão cumpridas 15 jornadas da Premier League (soma apenas quatro vitórias e nove derrotas).

Marco Silva chegou ao emblema de Liverpool em maio de 2018, tendo terminado a temporada de estreia em oitavo lugar na liga inglesa. Este já tinha sido, aliás, um resultado que deixou a desejar uma vez que o clube deu que falar naquela altura pelas contratações sonantes que fez com o objetivo claro de dar luta aos conhecidos big six de Inglaterra. 

Recorde-se que Marco Silva chegou aos toffees após ter sido despedido do Watford, em janeiro de 2018. À data os hornets acusaram o treinador de ter perdido o foco dos objetivos do clube depois da abordagem “injustificada” feita pelo... Everton, momentos antes. A verdade é que o namoro do técnico luso e dos toffees viria a ser oficializado meses depois, em maio do último ano. Apesar das promessas de uma história feliz, a separação acontece praticamente um ano e meio depois de ter sido anunciado o novo treinador do clube.

O Everton foi o terceiro clube inglês que Marco Silva orientou, depois do já mecionado Watford e Hull City. Em solo inglês desde 2017, o técnico lisboeta não conseguiu conquistar quaisquer títulos. 

Ainda antes de chegar a Inglaterra, Marco Silva orientou os gregos do Olympiacos, com quem se sagrou campeão nacional (2015/16).

Em Portugal passou pelo Sporting e pelo Estoril Praia: com os leões conquistou uma Taça de Portugal (2014/15) e com os canarinhos sagrou-se campeão da segunda liga portuguesa (2011/12).

Entretanto, o Everton já anunciou Duncan Ferguson, ex-jogador do clube, como técnico interino até que seja encontrado um novo treinador.