Internacional

Onze cristãos assassinados por grupo afiliado do Estado Islâmico na Nigéria

"Esta é uma mensagem para os cristãos por todo o mundo", afirmou um homem mascarado no vídeo, onde se podem ver 11 homens vendados a serem abatidos e esfaqueados.

DR  

O grupo 'jihadista' Estado Islâmico na África Ocidental (ISWAP), um grupo afiliado do Estado Islâmico, divulgou, esta sexta-feira, um vídeo, onde o grupo executa 11 cristãos na Nigéria, um dia após o Natal. 

 Segundo os jornais locais, o vídeo foi partilhado pela agência do grupo a Amaq, através da plataforma Telegram. "Esta é uma mensagem para os cristãos por todo o mundo", afirmou um homem mascarado no vídeo, onde se podem ver 11 homens vendados a serem abatidos e esfaqueados.

A execução dos cristãos foi para vingar a morte do antigo líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, e do seu porta-voz, explica o grupo terrorista no vídeo. Durante uma busca, para não ser capturado pelas forças norte-americanas, Baghdadi acabou por se suicidar, em Idilib, no noroeste da Síria. 

O Presidente nigeriano, Muhammadu Buhari,  já veio a público lamentar a situação e disse estar "profundamente triste e chocado com a morte de reféns inocentes" às mãos de "grupos assassinos sem escrúpulos, sem Deus e desalmados", citado pela agência Reuters. "Estes agentes das trevas são inimigos de nossa humanidade comum e não poupam vítimas, sejam eles muçulmanos ou cristãos", acrescenta.