Desporto

Jorge Jesus condecorado com a Ordem do Infante D. Henrique

"Uma das tradições desta casa é a condecoração de treinadores de futebol que se destacam pelo seu trabalho. A segunda tradição é os condecorados receberem as insignias pelo mérito conquistado e que elevam o nome de Portugal", disse o Presidente da República.

O treinador de futebol Jorge Jesus foi esta tarde condecorado com a Ordem do Infante D. Henrique pelo Presidente da República, pelos resultados alcançados, tanto no Brasil, ao serviço do Flamengo, como em Portugal.

 "Uma das tradições desta casa é a condecoração de treinadores de futebol que se destacam pelo seu trabalho. A segunda tradição é os condecorados receberem as insignias pelo mérito conquistado e que elevam o nome de Portugal", disse o  Presidente da República.

"No caso Jorge Jesus, para além da carreira conhecida, interna e externa, temos a condução à vitória de um clube de uma competição Continental, de prestígio mundial e, como consequência, disso a presença na final do Mundial de Clubes", sublinhou ainda o chefe de Estado. 

"Jorge Jesus contribuiu e contribui para projetar o prestígio de Portugal, no mundo do desporto, mas em geral em termos sociais e isto num país que nos é muito querido. O que dá uma densidade enorme, porque sabemos bem que há uma grande quantidade de portugueses a viver no Brasil e que é o país onde é mais falada a nossa língua e isto tem de ser relevado. Esta é uma condecoração pensada para a projeção de Portugal no Mundo, tal como fez o Infante D. Henrique", concluiu.

Já Jorge Jesus destacou o "orgulho" com que recebe a condecoração. "É com orgulho que recebo esta condecoração. Sei o significado dela, sei bem quem é o Infante D. Henrique, porque todos os dias no Brasil tinha de atravessar a Avenida Infante D. Henrique. São dois países ligados pela história e culturalmente", afirmou o técnico.

"Esta ligação histórica entre Portugal e o Brasil, daqui a cinquenta anos, já não estarei cá [risos], vão lembrar-se lá que foi um português que conquistou a Libertadores e o Brasileirão", lembrou o atual treinador do Flamengo.

No Palácio de Belém, onde a  cerimónia teve lugar, marcaram presença Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Frederico Varandas, presidente do Sporting, Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, António Salvador, presidente do Sp. Braga, Pedro Proença, presidente da Liga Portugal.

A decisão de Marcelo Rebelo de Sousa, de condecorar o antigo treinador do Benfica e do Sporting foi divulgada no dia 21, logo após terminar a final do campeonato de mundo de clubes, em que o Flamengo perdeu com o Liverpool por 1-0 no prolongamento.