Sociedade

No sítio certo a horas certas: o projeto que reencaminha utentes não urgentes até centros de saúde chega em 2020

O Centro Hospitalar de Gaia/ Espinho espera uma “melhoria substancial” na satisfação dos utentes, assim como a diminuição dos números de casos que não são prioritários. Assim, o centro espera melhorar quer os tempos de resposta, quer a qualidade assistencial.

A partir do próximo ano o Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/ Espinho vai reencaminhar as pessoas que sejam triadas com baixa prioridade no serviço de Urgência para os centros de saúde. No âmbito do projeto “No sítio certo a horas certas”, os profissionais de saúde vão colocar essa escolha na mão do utente – se quiserem aguardar para ser atendidos, poderão ficar e esperar, porém, se preferirem, depois de triados, ficará assegurada uma consulta para esse mesmo dia ou, no máximo, para o dia seguinte.

O centro hospitalar explica, em comunicado, que “este programa irá permitir uma assistência mais cuidada, direcionada e eficaz, melhorando a qualidade da resposta por parte dos prestadores de cuidados de saúde e permitindo que cada instituição possa agir em função da sua diferenciação".

Com este projeto o centro hospitalar espera uma “melhoria substancial” na satisfação dos utentes, assim como a diminuição dos números de casos que não são prioritários. Assim, o centro espera melhorar quer os tempos de resposta, quer a qualidade assistencial.

Na nota, o centro hospitalar explica ainda que nestes casos, não prioritários, quem receber uma pulseira azul ou verde será atendido “por quem melhor os conhece, no local mais adequado, com benefícios diretos também no serviço de urgência”.

O hospital aponta ainda para o facto de, com este programa, esperar que haja uma redução do número de “falsas urgências”, que, segundo o centro hospital ronda os 40%.