Politica

Óbito. Funeral de Castro Caldas realiza-se esta segunda -feira

O funeral do antigo ministro da Defesa Júlio Castro Caldas realiza-se amanhã no Cemitério de Alto de São João pelas 11 horas. O ex-governante e advogado de profissão faleceu ontem de manhã aos 76 anos.

O ex-governante Júlio Castro Caldas faleceu ontem aos 76 anos e segundo um comunicado da agência funerária, o corpo do advogado e antigo deputado estará em câmara ardente na Basílica da Estrela, Lisboa, a partir das 18 horas deste domingo.

Júlio Castro Caldas  foi ministro da Defesa nos governos de António Guterres entre 1999 e 2001 e desempenhou funções de bastonário da Ordem do Advogados de 1993 a 1999. O advogado foi ainda ‘patrono’ do primeiro-ministro, António Costa, na profissão, e esteve três anos no Parlamento, eleito nas listas da Aliança Democrática.

Homenagens

O atual ministro da Defesa destacou, numa nota oficial, que teve “o privilégio de trabalhar com Júlio Castro Caldas, homem brilhante e defensor do interesse público, enquanto representante do Estado na OGMA - Indústria Aeronáutica de Portugal”. Também Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República lembrou  o seu papel na SEDES, sendo “um histórico do PSD”. Que mais tarde se aproximou do PS. O Chefe de Estado enalteceu-lhe a defesa da liberdade e da Democracia. O primeiro-ministro assinalou, por sua vez, a sua generosidade e dedicação política.