Sociedade

Onze toneladas de amêijoa apreendidas em Alcochete

Segundo a força de segurança, as toneladas apreendidas estão avaliadas em 110 mil euros.

Onze toneladas de amêijoa japonesa foram apreendidas num armazém ilegal na freguesia do Samouco, em Alcochete, anunciou a GNR, através de um comunicado.  “No âmbito de uma fiscalização dirigida à captura ilegal de bivalves, os militares detetaram um armazém não licenciado, que operava como estabelecimento conexo, onde estavam armazenados os 11.000 quilos de ‘ruditapes philippinarum’, amêijoa-japonesa”, pode ler-se na nota, publicada no site oficial da GNR. 

Segundo a força de segurança, as toneladas apreendidas estão avaliadas em 110 mil euros e já foram devolvidas ao seu habitat, depois de uma inspeção sanitária. A GNR sublinhou ainda que a captura deste tipo de bivalves sem deputação ou controlo higiossanitário “pode colocar em causa a saúde pública, caso sejam introduzidos no consumo, devido à possível contaminação com toxinas” e que apenas os centros de depuração em estabelecimentos legalmente aprovados conseguem tornar os bivalves "próprios para consumo humano".

A prática ilegal de bivalves “constitui uma contraordenação”, cuja coima poderá atingir “o valor de 600 mil euros”, salientam ainda as autoridades.