Internacional

Chinesa diz que é de Wuhan para escapar a violação

Mulher simulou ataque de tosse e disse que estava infetada. Homem fugiu com medo.

Uma mulher na China conseguiu impedir um homem de a violar, ao simular um ataque de tosse e ao afirmar quer era de Wuhan, o epicentro do surro do novo coronavírus, que já matou mais 400 pessoas e cujo número de infetados passou os vinte mil.

A tentativa de violação ocorreu na passada sexta-feira, quando um homem de 25 anos invadiu, segundo o Daily Mail, a casa da vítima na cidade de Jingshan, perto de Wuhan.

Em desespero, a mulher só teve tempo de tossir e dizer: “Voltei agora de Wuhan onde fui infetada, e por isso estou sozinha em casa, de quarentena".

Assustado o agressor fugiu, mas não sem antes roubar pouco mais de três mil yuans, cerca de 400 euros, em dinheiro. Pouco depois foi detido pelas autoridades locais.