Sociedade

"Seria recomendável evitar viagens de finalistas” devido ao coronavírus

Costa quer evitar alarmismos em Portugal mas alerta escolas para avaliarem saídas de alunos para o estrangeiro.

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou que as viagens de finalistas são desaconselhadas nesta altura, devido ao facto de o surto do Covid-19 poder estar iminente em Portugal.

Em declarações aos jornalistas, o chefe do executivo afirmou que não se deve criar alarmismos e que não se justifica fechar fronteiras ou escolas, mas apelou a que estas avaliem bem as viagens de finalistas ou outras saídas de alunos para o estrangeiro em visitas de estudo, chegando mesmo a desaconselhá-las.

O Ministério da Educação já terá emitido uma recomendação às escolas nesse sentido, segundo a RTP, através da Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares.

Caso as viagens de finalistas sejam canceladas, as agências não vão reembolsar os alunos, a não ser que a Organização Mundial de Saúde (OMS) aprove novas medidas de restrição, noticia o Correio da Manhã.

Ainda em declarações aos jornalistas, António Costa congratulou-se por nenhum caso em solo nacional ter acusado positivo para a presença do vírus, detetado inicialmente na China, mas reconheceu que mais cedo ou mais tarde o Covid-19 chegará a Portugal. Até lá, devem seguir-se as recomendações da DGS, como lavar as mãos, ter atenção a possíveis sintomas da doença caso se tenha viajado e "manter uma certa distância social", acrescentou.

Recorde-se que, em Portugal, já foram analisados 19 casos suspeitos, todos com resultados negativos, e que sete estão ainda sob avaliação.