Sociedade

D. Duarte apela a que sejam tomadas “medidas de exceção máxima”

O pretendente ao trono português considera que esta crise “exige uma maior rapidez por parte dos governantes”.

O pretendente ao trono português, Duarte Pio, defende que devemos agir “rapidamente e de forma radical” para evitar a propagação do coronavírus.

Numa mensagem aos portugueses, o duque de Bragança considera que “o comportamento exemplar dos portugueses exige uma maior rapidez por parte dos seus governantes”.

Duarte Nuno de Bragança faz um apelo para que seja declarado o estado de emergência nacional. “São momentos extraordinários que requerem medidas de exceção máxima”, escreve D. Duarte.

“É difícil compreender na situação em que estamos a viver como é possível convocar o Conselho de Estado que deverá definir o estado de emergência do país para meados desta semana. Todos os estudos realizados sobre este tipo de situações indicam que, quanto mais rapidamente e de forma radical atuarmos, mais depressa podemos conter o crescimento da pandemia e retomar a normalidade”, afirma.