Economia

Covid-19. Turismo perde um milhão de empregos por dia

WTTC apela aos governos que ajudem a travar a "catástrofe" provocada no setor pelo novo coronavírus.

O setor do turismo atravessa uma crise sem precedentes, e com o mundo envolvido num combate sem data para terminar os efeitos de uma anunciada crise começam a fazer-se sentir de forma cada vez mais real. O Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC) anunciou que o setor do turismo tem vindo a perder diariamente cerca de um milhão de empregos em todo o mundo, na sequência da pandemia do novo coronavírus.

Em comunicado, o WTTC alerta que à medida que as fronteiras se vão fechando, os despedimentos têm vindo a disparar. “O grande volume de encerramento de hotéis, a suspensão da maioria dos voos, a interrupção de linhas de cruzeiro e o aumento das proibições globais de viagens estão a ter um efeito dominó catastrófico que afeta um grande número de prestadores de serviços em todo o mundo”, lê-se na nota. A WTTC chama a atenção, sobretudo, para os problemas que atualmente enfrentam as pequenas e médias empresas, numa situação “especialmente” vulnerável.

A organização internacional fala de uma catastrófe que “mergulha milhões de famílias em terríveis dificuldades e dívidas” e apela aos Governos para que ajudem o setor a superar o desafio que se avizinha. “Tememos que esta situação se deteriore, a menos que os governos tomem medidas mais imediatas”, diz.

A organização admite que já está em contacto com governos de mais de 75 países a “documentar e a monitorar as melhores soluções que estão a ser implementadas para reduzir o impacto social” da covid-19. A WTTC pede que as empresas do turismo possam aceder a empréstimos sem juros e isenções fiscais para evitar um “colapso iminente”. As estimativas indicam que o setor gera 10,4% do PIB mundial e emprega um em cada 10 dos empregos no mundo.