Sociedade

Governo compra 12 drones para reforçar vigilância florestal

O anúncio foi festo esta segunda-feira pelo ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes. 

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, avançou esta segunda-feira que os meios técnicos de combate a incêndios foram reforçados através da aquisição de 12 drones, que “podem voar entre seis a oito horas, num raio de ação de 100 quilómetros a partir do ponto de onde é comandado”.

Em conferência de imprensa, o ministro responsável pela pasta do Ambiente referiu que “não existe qualquer indicação de poder vir a haver uma redução de meios humanos para combate aos incêndios” e que o objetivo, neste momento, é diminuir o tempo de resposta no combate aos incêndios. O Conselho de Coordenação da Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais (AGIF), referiu João Pedro Matos Fernandes, decidiu “reforçar de forma clara a vigilância para assegurar que um incêndio seja combatido no menor período de tempo”. 

Os meios de combate aos incêndios estarão no terreno a partir do final de junho.