Economia

CTT. Cartão refeição provoca conflito

Recorde-se que o Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações já entregou um pré-aviso de greve para 29 de maio.

A Comissão de Trabalhadores dos CTT entrou em conflito com a administração da empresa, por recusar que o pagamento do subsídio de refeição passe a ser feito através de cartão refeição, uma decisão justificada pelos “resultados financeiros”, consequência da pandemia de covid-19.

Em comunicado enviado às redações, a comissão desafia a administração da empresa a discutir o tema com os sindicatos em negociações “francas e transparentes”, antes de avançar com a decisão.

Recorde-se que o Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações já entregou um pré-aviso de greve para 29 de maio, que abrange os trabalhadores dos CTT Expresso e dos CTT - Correios de Portugal, pelo facto de os funcionários não aceitarem a proposta de atribuição de um cartão de refeição como forma de pagamento do subsídio de alimentação, substituindo o pagamento no vencimento mensal por transferência bancária, como acontecia até aqui.