Politica

Bloco propõe distribuição gratuita de produtos de saúde menstrual

Diploma dos bloquistas pretende evitar "situações de exclusão" 

O Bloco de Esquerda apresentou um projeto de resolução a recomendar ao Governo a distribuição gratuita de produtos de saúde menstrual.

O diploma dos bloquistas começa por lembrar que “o acesso a produtos de saúde menstrual é muitas vezes dificultado pelo preço dos mesmos” e pode provocar “situações de exclusão porque a impossibilidade de realizar uma correta recolha menstrual potencia o aparecimento de infeções, alergias, fungos e doenças”.

Perante esta situação, o Bloco de Esquerda pretende que o Governo “reforce o acesso a produtos de recolha menstrual através da sua distribuição gratuita em centros de saúde e em escolas”.

O diploma, apresentado no dia Internacional da Saúde da Mulher, defende ainda a realização de “ações de informação e esclarecimentos sobre o ciclo menstrual e sobre a utilização e variedade dos produtos de recolha menstrual”.