Internacional

Irmão de George Floyd apela ao fim dos protestos violentos

“Se eu não ando por aí a agir como um maluco, se não ando por aí a rebentar coisas, se não ando por aí a perturbar a minha comunidade, então porque andam vocês?", questionou Terrence Floyd.

A morte de George Floyd desencadeou vários protestos não só pelos Estados Unidos mas por todo o mundo. E muitos deles acabaram da pior forma, com pessoas feridas e também vítimas mortais. Terrence Floyd, irmão do homem negro que morreu vítima de asfixia depois de ter sido sufocado por um polícia norte-americano, apelou ao fim dos protestos violentos pela morte do irmão e diz que George “não quereria” que o fizessem.

“Se eu não ando por aí a agir como um maluco, se não ando por aí a rebentar coisas, se não ando por aí a perturbar a minha comunidade, então porque andam vocês? O que estão a fazer? Não estão a fazer nada. Nada disso vai trazer o meu irmão de volta”, disse, esta terça-feira, durante uma visita a um memorial em Minneapolis em honra do irmão. “Façam isto de outra maneira (…) eduquem-se e saibam em que é que votam. É assim que os vamos atingir. Vamos mudar isto”, acrescentou.