Economia

Autoeuropa prolonga layoff mas paga salários na totalidade

Fonte da Comissão de Trabalhadores confirma que a proposta já foi aceite pela administração da Autoeuropa (abrangendo cerca de mil rabalhadores do turno do fim de semana). Este deverá ser o último período de layoff na fábrica de Palmela, uma vez que se avizinha o período de férias.

A administração da Autoeuropa prolongou o recurso ao layoff até 17 de julho, mas os trabalhadores vão receber os salários na íntegra, anunciou esta segunda-feira a Comissão de Trabalhadores.

Em comunicado interno, a que a agência Lusa teve acesso, a Comissão de Trabalhadores informa que, face à intenção da empresa de prolongar o recurso a um terceiro período de layoff – de 19 de junho a 17 de julho –, “defendeu que deveriam ser mantidas as condições atuais de complemento dos salários”.

De acordo com a Comissão de Trabalhadores essa proposta já foi aceite pela administração da fábrica, pelo que, todos os trabalhadores abrangidos – cerca de mil rabalhadores do turno do fim de semana – vão receber os salários na íntegra.

Fonte da Comissão de Trabalhadores adiantou também à Lusa que este novo período de recurso ao layoff na fábrica de automóveis de Palmela deverá ser o último, uma vez que os trabalhadores iniciam o período de férias imediatamente a seguir, de 22 de julho a 16 de agosto.

 A Volkswagen decidiu suspender a produção na fábrica de automóveis da Autoeuropa em Palmela, no distrito de Setúbal, no dia 17 de março, devido à pandemia da covid-19.