Vida

Costa comete gaffe sobre antibióticos em direto e net não perdoa

“António Costa, em plena pandemia, acha que os antibióticos servem para combater vírus. Não admira que isto ande a correr tão mal”, brincou João Miguel Tavares.

O primeiro-ministro foi o convidado de Ricardo Araújo Pereira no programa Isto é gozar com quem trabalha, este domingo, e tentou ter piada ao fazer uma analogia entre a injeção de capital no BES e a vacina para a covid-19, mas o tiro sai pela culatra e António Costa é agora alvo de gozo na internet devido a uma gaffe sobre antibióticos.

"Há uma enorme diferença entre uma vacina e um antibiótico. É que a vacina é para ficarmos imunes aos vírus. E os antibióticos são para combater os vírus. A injeção no BES não foi para nos vacinar, foi para combater os vírus que há no BES", afirmou Costa.

Sublinhe-se que os antibióticos são prescritos para combater bactérias e não vírus.

O erro científico não passou despercebido e as redes sociais encheram-se de referências à gaffe do primeiro-ministro.

A Iniciativa Liberal fez questão de lembrar que o mesmo primeiro-ministro que “irrita com dados científicos” é o mesmo que cometeu o “disparate” de dizer que os antibióticos servem para combater o vírus”.

“Tantas reuniões no Infarmed com técnicos e especialistas e o primeiro-ministro António Costa diz o disparate de que os antibióticos servem para combater o vírus. Assim se percebe melhor por que motivo se irrita com dados científicos. Sem ciência não será fácil combater a pandemia”, lê-se num post publicado no Facebook do partido.

João Miguel Tavares também não deixou passar em branco o ‘lapso’ de António Costa. “António Costa, em plena pandemia, acha que os antibióticos servem para combater vírus. Não admira que isto ande a correr tão mal”, escreveu a acompanhar a imagem do momento da gaffe do chefe de Governo.