Sociedade

Ama é detida em Aveiro por suspeitas de tentativa de homicídio de bebé de 9 meses

A criança deu entrada no serviço de urgência hospitalar com ferimentos graves.

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, esta segunda-feira, em Aveiro, uma mulher de 37 anos por suspeitas de tentativa de homicídio de um bebé de nove meses de quem cuidava. 

No início do mês, a criança deu entrada na urgência hospitalar  em estado muito grave, e os médicos terão suspeitado da origem dos ferimentos. Segundo um comunicado emitido pelas autoridades, a PJ suspeitava de que a mulher segurava o bebé "pelo tronco ou pelos braços, comprimindo-o lateralmente e abanando-o com violência, em movimentos bruscos consecutivos para trás e para a frente". De acordo com as autoridades, este comportamento poderá ter sido causado pela "síndrome de bebé abanado", que "está associado à irritação gerada pela impotência de suster o choro incessante de uma criança".

Segundo o comunicado, os exames clínicos realizados durante o tempo em que o bebé esteve internado, permitiram verificar "a existência de lesões em diversas fases de evolução", que terão sido infligidos pelos mau-tratos da mulher, que exercia a atividade de ama de forma remunerada, mas ilegal, na sua casa, numa das freguesias da periferia de Aveiro.

A mulher foi presente às autoridades competentes para inetrrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de prisão preventiva.