Sociedade

Cidadão português no Líbano reitera pedido para regressar a Portugal após explosões

O homem pediu ajuda ao Governo para regressar com a mulher, que é libanesa.

Um cidadão português que vive no Líbano pediu ao Governo português ajuda para regressar a Portugal, segundo fonte oficial garantiu à agência Lusa, esta quarta-feira.

O homem, que mora em Beirute há um ano, é casado com uma libanesa e, de acordo com a mesma fonte, este pedido já tinha sido feito antes da explosão desta terça-feira ocorrer, porém, o português “terá pedido que o processo para o seu regresso fosse acelerado, uma vez que a mulher precisa de visto".

De acordo com a mesma fonte, a fachada, rés-do-chão e primeiro andar da casa onde vive o casal ficou destruída, porém “a sua habitação está intacta”.

As explosões provocaram, segundo o último balanço, mais de cem mortos e quatro mil feridos. Segundo as autoridades, o incidente terá ocorrido devido à presença de 2.750 toneladas de nitrato de amónio, um fertilizante químico e componente para explosivos, num armazém.