Economia

Atividade turística. Recuperação continuou em julho com ajuda de residentes

INE avança que 27,6% dos estabelecimentos de alojamento turístico terão estado encerrados ou não registaram movimento de hóspedes.

Durante o mês de julho, o setor do alojamento turístico terá registado um milhão de hóspedes e 2,6 milhões de dormidas, número que corresponde a variações negativas de 64% e 68%, respetivamente, de acordo com a estimativa rápida do Instituto Nacional de Estatística.

Segundo o INE, as dormidas de residentes terão diminuído 31,3% (-59,7% em junho), chegando aos 1,7 milhões e as de não residentes terão decrescido 84,2% (-96,2% no mês anterior), para os 906,6 mil.

Os hóspedes residentes terão sido 719,3 mil, um decréscimo de 32,7% (-60,3% em junho) e os hóspedes não residentes terão atingido um total de 305,8 mil, recuando 82,8% (-95,6% no mês anterior).

A estimativa rápida do gabinete de estatística revela também que o Alentejo terá continuado a apresentar a menor diminuição no número de dormidas, face ao mês homólogo, apresentando uma descida de 25,8%.

Ainda no mês de julho, 27,6% dos estabelecimentos de alojamento turístico terão estado encerrados ou não registaram movimento de hóspedes (46,3% em junho).