Vida

Kris Jenner acusada de assédio sexual por ex-segurança da família

Empresária já reagiu.

Kris Jenner está a ser acusada de assédio sexual pelo seu ex-segurança Marc McWilliams, quando este trabalhava para a família em 2017.

De acordo com o site TMZ, Marc McWilliams processou a socialite e alega que esta fez vários comentários de teor sexual sobre a sua aparência física e sobre a sua vida sexual. O homem diz ainda que Kris Jenner costumava massajar os seus ombros, pescoço, braços e costas sem consentimento. O homem alega que a empresária tocava várias vezes nas suas coxas e virilhas e diz que esta chegou mesmo a mostrar partes do seu corpo para o então segurança. McWilliams acusa ainda a socialite de fazer "comentários sugestivos, sexuais, sexistas, racistas, homofóbicos e no geral discriminatórios para ele e para os seus colegas de trabalho".

O antigo segurança das Kardashians diz que chegou a fazer queixa do sucedido nos Recursos Humanos da empresa para a qual trabalhava, no entanto, terá sido ignorado.

Kris Jenner já reagiu através do seu advogado, Marty Singer.

"A Kris nega categoricamente ter algum dia agido de forma inapropriada com Marc McWilliams. O segurança trabalhava na área externa da casa e nunca entrou na casa de Kris. Ela teve pouquíssima interação com ele. Depois de o segurança ser apanhado várias vezes a dormir no seu carro durante o trabalho, foi solicitado à empresa de segurança que este não fosse mais trabalhar para o local. O segurança nunca fez nenhum tipo de reclamação contra Kris aos seus empregadores antes de surgir com esta acusação ridícula", disse ao TMZ.

O nome de Kourtney Kardashian também foi citado no processo. Contudo, o advogado da família garante que esta não é visada em nenhuma das acusações.