Sociedade

Professores do grupo de risco estão de volta às escolas

O ministro da educação afirmou que “muitos destes professores estão a voltar às escolas”.

Desde o começo deste ano ano letivo, cerca de 500 professores apresentaram uma declaração médica para ter faltas justificadas durante 30 dias sem perda de remuneração por pertencerem ao grupo de risco do novo coronavírus. Esta segunda-feira, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, informou que “muitos destes professores estão a voltar às escolas”.

Enquanto visitava o estúdio das gravações do “Estudo em Casa”, o ministro aproveitou para explicar que “os professores estiveram dentro desse regime excecional que foi criado devido ao surto epidemiológico e tiveram a oportunidade de utilizar essa declaração médica e ter esses 30 dias de faltas justificadas”, lembrando que é uma medida “transversal a todos aqueles que têm um trabalho”.

Recorde-se que os sindicatos dos professores exigiam que os docentes pudessem dar aulas à distância em casa ou então que os alunos não pudessem comparecer na escola, como aconteceu no passado ano letivo.