Vinagrete

Viragens políticas

Tenho a ideia de que tem sido mais notória a viragem à direita, com gente intelectualmente muito pobre, não só nos EUA como no Brasil, Filipinas, Polónia ou Hungria, para só dar os exemplos de vitórias muito badaladas.

por Pedro d'Anunciação

Alguém escreveu recentemente (penso que terá sido a Teresa de Sousa no Público) que os Democratas americanos voltaram à esquerda.

Não será pelo Biden, que continua simplesmente a ser um belo conservador. Nem será bem pela Kamala Harris, embora fosse certamente mais por ela (uma figura-bandeira da ‘nova guarda progressista dos democratas’, um pouco mais à esquerda mas ainda assim bastante moderada). Mas, enfim, o derrotado Sanders tem orgulho num certo esquerdismo antigo e ideológico. A sua ‘benção’ a Biden foi importante para ver se a esquerda americana, que abandonou H. Clinton, agora aceita votar nele, ou pelo menos contra Trump.

De qualquer modo, tenho a ideia de que tem sido mais notória a viragem à direita, com gente intelectualmente muito pobre, não só nos EUA como no Brasil, Filipinas, Polónia ou Hungria, para só dar os exemplos de vitórias muito badaladas.