Economia

Media Capital soube ser "resiliente" e antecipa "reforço competitivo no setor"

Manuel Alves Monteiro antecipa "um reforço do posicionamento competitivo no setor " por parte da Media Capital. e um desagravamento substancial dos comparativos financeiros nos restantes meses de 2020”. O CEO da dona da TVI considera que se tem verificado "uma melhoria clara e consistente" nas audiências do canal de Queluz.

Embora os rendimentos consolidados da dona da TVI tenham descido 22% até outubro – para os 104,6 milhões de euros –, o CEO da Media Capital, Manuel Alves Monteiro, afirmou esta segunda-feira, em comunicado, que “o Grupo soube ser resiliente e alcançou resultados operacionais e financeiros bastante positivos nestes primeiros 10 meses do ano”.

Manuel Alves Monteiro recordou que “o endividamento financeiro líquido, com uma redução significativa de 7,3 milhões face a junho de 2020, o saldo de caixa, que no fecho de outubro se situou nos 16,5 milhões, são demonstrativos da forma resiliente como o grupo atravessou este período de necessidade extrema de controlo de liquidez”.

O gestor adiantou ainda que “através da continuação da melhoria dos contextos externo e interno, o Grupo Media Capital antecipa um reforço do seu posicionamento competitivo no setor e um desagravamento substancial dos comparativos financeiros nos restantes meses de 2020”. Com a estabilização da nova estrutura acionista e a implementação da nova estratégia do Grupo “existe uma forte expectativa do grupo recuperar níveis históricos de rentabilidade já exibidos em exercícios passados”, concluiu Manuel Alves Monteiro.

“Tendência crescente das audiências”. Apesar das audiências da TVI terem, nos últimos meses, ficado aqué do esperado, o CEO da Media Capital considera que existe uma “tendência crescente das audiências dos canais de TV do Grupo, reforçada pela nova grelha de programação da rentrée e pela contratação de pessoas chave on e off-screen faz com que o diferencial entre a quota de audiência dos dois principais canais de televisão portuguesa esteja a níveis mínimos de cerca de ano e meio, com a TVI a apresentar em outubro um share em adultos de 17,1% no total do dia e de 20,0% no prime time”.

“Em termos de evolução nas audiências, em televisão, a TVI apresenta uma melhoria clara e consistente na sua audiência, em rádio, os formatos de rádio do Grupo têm vindo a reforçar a sua liderança e no digital, o número de vídeos e páginas vistas aumentaram substancialmente durante os primeiros dez meses do ano, colocando o grupo na liderança nacional no negócio digital” disse Manuel Alves monteiro.