Sociedade

GNR deteve 30 pessoas por eliminação e transporte ilegais de resíduos sanitários relacionados com a covid-19

Autoridades apreenderam material no valor de 790 mil euros


Foram detidas 30 pessoas por eliminações ilegais de resíduos sanitários relacionados com a covid-19 numa fiscalização feita pela GNR a mais de duas mil empresas, hospitais e centros de saúde. O valor do material apreendido é de 790 mil euros.

A ação da GNR realizou-se no âmbito da operação Retrovírus, que tem como objetivo combater a eliminação e transporte ilegais de resíduos sanitários, segundo comunicado da Europol (Serviço Europeu de Polícia). Nesta operação, estiveram envolvidos 30 países e foram feitas perto de 280 mil inspeções a várias instalações e, no total, foram detidas 102 pessoas.

A GNR aplicou coimas por violações administrativas por desrespeito das normas de eliminação e transporte deste tipo de material.