Cultura

Exposição sobre representações humanas com 5000 anos inaugurada em janeiro

Contará com peças como o báculo da herdade da Anta.

“Ídolos - Olhares Milenares”é o nome da exposição dedicada às representações humanas criadas, há 5000 anos, pelos povos do sul da Península Ibérica. As figuras antropomorfas, com rosto e membros esculpidos em pedra, osso e cerâmica, criadas por populações que viveram entre 5000 e 3000 anos antes de Cristo foram apelidadas de “ídolos” pelos arqueólogos.

A exposição está a ser preparada pelo Museu Nacional de Arqueologia, em Lisboa (MNA), em colaboração com o Museu Arqueológico de Alicante e a Universidade de Alcalá de Henares, em Espanha. “Será a única vez em que se mostrarão em conjunto ídolos das mais diversas procedências”, é possível ler no site oficial da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC). 

O Museu Arqueológico de Alcalá de Henares, em Madrid, inaugurou, em julho deste ano, uma exposição com o mesmo título. A mesma recebeu meia centena de peças de Portugal - como o báculo da herdade da Anta (de acordo com informação veiculada no site oficial do MNA, os báculos são muitas das vezes encarados como símbolos de poder civil ou de poder civil e religioso simultaneamente, como acontece frequentemente nas sociedades agro-pastoris de carácter tradicional) ou uma coleção de placas de xisto - e ficará patente até janeiro de 2021, mês em que será inaugurada em território nacional.