Economia

Web Summit. Distinções, prémios e mais empreendedorismo no segundo dia

José Mourinho foi distinguido, investigadores portugueses foram premiados. O empreendedorismo voltou a ser assunto do dia e Tóquio também vai receber o evento em 2022. Assim foi o segundo dia da Web Summit.


Depois de o primeiro dia ter contado com mais de 104 mil participantes, a Web Summit voltou a ‘abrir portas’ para mais um dia recheado de conferências das mais variadas áreas. Destaque para José Mourinho que foi agraciado com o prémio Inovação no Desporto durante o evento. A distinção, que foi entregue pelo primeiro-ministro António Costa, deixa o treinador de futebol orgulhoso.

“Costumava ficar muito orgulhoso apenas pelo facto de um evento tão incrível como a Web Summit ser realizado no meu país”, começou por dizer. “Como português, sobretudo como português que vive no estrangeiro, costumava ter muito orgulho nele, mas agora é muito mais que isso. Muito obrigado por me darem este prémio, que obviamente aceito”, disse Mourinho.

Mas há mais. Portugal mostrou a sua genialidade depois de o projeto SMART, que conta com investigadores de cinco instituições portuguesas, ter vencido a primeira edição do concurso AI Moonshot Challange. A equipa vai receber 500 mil euros para poder desenvolver um projeto de combate à poluição nos oceanos. Este projeto tem como objetivo conjugar a aprendizagem automática com os princípios das leis da física para construir modelos de previsão e simulação da acumulação do plástico no oceano.

O país vizinho esteve também representado na cimeira tecnológica com a presença do primeiro-ministro espanhol, Pedro Sànchez, que falou sobre empreendedorismo no país. O governante quer que Espanha seja uma “nação empreendedora” até 2030. “O empreendedorismo é o driver chave da inovação”, disse Sànchez, acrescentando que “decorrente da pandemia, cada país está a lutar contra a crise económica. E o empreendedorismo tem um tremendo potencial para a criação de empregos, e de empregos de qualidade”.

Além disso o evento conta com novidades: a Web Summit vai organizar uma conferência no Japão em setembro de 2022, antes da edição de Lisboa. O anúncio foi feito por Paddy Cosgrave que destacou o facto de o Japão ser “a terceira maior economia do mundo” e de produzir inovação há mais de 40 anos. “Além de que Tóquio é uma cidade incrível e o ecossistema empreendedor está a ganhar vida”.

A Web Summit termina esta sexta-feira. O discurso de encerramento está a cargo do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.